quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Minha Vó, Várias Coisas...

Acabei de lançar essa cancão Minha Vó, Várias Coisas... · James Bantu · Engrenagem Urbana · James Bantu Minha Vó, Várias Coisas...

domingo, 27 de janeiro de 2019

Poesias de James Bantu

.
Poesias

  1. 24 por 48
  2. Ella
  3. Jardim secreto
  4. De volta ao ventre 
  5. Interno Olhar
  6. Mãinha
  7. Atlântica
  8. Menina Pretinha




Menina Pretinha - James Bantu

Você é minha mãe te tenho como irmã
Te quero minha menina pretinha
Cuidou lavou, passou, amamentou
Meu avô chamou de fortaleza do negô
Eu sei que não é fácil
Eu sei que não foi fácil
Mas eis que você surge
Tão forte como um dia você quem alumeia
Defende luta e grita
Rainha Nagõ, ashanti ou Nizinga
Herdeira do amor do ritmo da ginga
Esse meu sorriso hoje é para você
Sincera forma agradecer
Por se minha mãe
Por ser minha irmã
Por ser a minha
Menina pretinha

Menina pretinha
Exótica não é linda
Você não é bonitinha
Você é uma rainha

De: James Bantu

Atlântica - James Bantu

Liquida a típica romântica atlântica derretida
Solida cosmopolita aquática semântica contraída
Yabasse a cólica católica resista busque as ervas tome um chá

Liquefez e pressentia que ia evaporar
Liquefez e pressentia que ia evaporar

Herdeira da sangoma na esteira sente o chão
Oráculo visiona do conga traz legião
Ciata é semente que correte nunca quis
Só fez libertar mente embaixadora imperatriz

Liquefez e pressentia que ia evaporar
Liquefez e pressentia que ia evaporar

Pra que ser tão solida pra que ser tão solidão
Um ventre uma escolha uma vida começa uma nação
Lembra a vó mais antiga ela sentia a emoção
Antes da serra e dá barriga já tinha feito um coração

Liquefez e pressentia que ia evaporar
Liquefez e pressentia que ia evaporar

De: James Bantu

Mãinha - James Bantu

A Josefina é de alguém Dona Lurdes também
Lembro do Helião canta Depois que fez rap do trem
Todo toda que não tem Senti falta também
Não importa não interessa Quantos anos quem tem
Que tá na distância Senti falta porque estuda
Por que trampa, pois não conseguiu voltar
Pros tempos de crianças Ela cuidar para escola
Pela mão eu lembro dela me leva

Salve dona valeu pela carona Quando vem mais um
Eu sei que você se apaixona E tem que ser durona
Pra ensinar o primeiro exemplo Eu sei que ela que dá
Quem vai vir pra dizer Que tá melhor sem
Ouvir o outro dizer isso Não agrada ninguém
Você sabe muito bem De todos corres das responsas
Quem desamarra sua tromba Quando tá bicudo
Tá bravo com o mundo Ela quando descobre
Seu amor é um vagabundo Como é bom ter uma asa
Se aconchegar mostra pra ela Sua família quando você
Mãinha Mãinha Mãinha
Eu fiz essa canção só pra dizer
Mãinha Mãinha Mãinha
Eu fiz essa canção só pra dizer 

Pergunto a minha mãe O que devo fazer
Minha preta tá gravida Meu filho vai nascer
Minha mãe diz Calma filho não se desespera
Na vida se resolve tudo Pela causa certa
Mamãe teve você Te viu crescer
Agora quer ver o seu filho nascer
Você foi irresponsável inconsequente
Mais vamos resolver o que é problema
Mais pra frente afinal de contas já tá encaminhado
Agora corre atrás não pode cruzar os braços
Minha mamãe dona Malu
Sempre foi guerreira me mostrou os caminhos 

Mãinha Mãinha Mãinha
Eu fiz essa canção só pra dizer 
Mãinha Mãinha Mãinha
Eu fiz essa canção só pra dizer

De James Bantu

Interno Olhar - James Bantu

Olha
É um céu azul brilhante
Paralelo a todo instante
No horizonte pra você
Olhar
E lamber com os olhos o porquê
E a sensação
Tão linda a sensação
Tão linda
Que faz o ser interno
Se perceber externo
Tentado ser mais antigo
Que moderno 
Queria ser nuvem
Para fazer chover
Em você
Queria ser céu só pra
Ser onde o sol brilha
E você olhar

De James Bantu